Projeto Pela Floresta, pelo Planeta… por Nós! Procura voluntários

A Associação EcoGerminar tem abertas inscrições para voluntários com idades entre os 18 e os 30 anos, decorrer o projeto “Pela Floresta, pelo Planeta… por Nós!”, no âmbito do Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas do Instituto Português do Desporto e da Juventude, que tem como principal objetivo, vigiar as zonas florestais de um posto de vigia fixo e observar e sinalizar zonas da freguesia que necessitem de limpeza por parte dos proprietários de terrenos florestais, particulares e outros, por forma a sensibilizar os intervenientes, para que hajam em conformidade.

O Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas é um programa da responsabilidade do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, sendo a Associação EcoGerminar a entidade promotora do projeto em parceria com a Autoridade Nacional de Proteção Civil, com a GNR (Guarda Nacional Republicana, o ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) e a Câmara Municipal de Castelo Branco.

O projeto teve início no dia 15 de julho e termina a 1 de setembro. Os jovens voluntários têm direito a seguro; certificado de participação; formação geral sobre as atividades de vigia a desenvolver e o reembolso das importâncias despendidas no exercício das atividades, perfazendo 10 €/dia de 5 horas. Neste momento já se encontram inscritos oito voluntários, sendo estes alunos do Instituto Politécnico de Castelo Branco, nomeadamente desses oito, seis frequentam a licenciatura em Serviço Social da Escola Superior de Educação.

Para fazer a inscrição neste projeto os jovens deverão registar-se na plataforma dos programas do IPDJ (https://programas.juventude.gov.p) e entrarem em contacto com a Associação EcoGerminar.

Anúncios

Projeto Pela Floresta, pelo Planeta… por Nós!

A Associação EcoGerminar é coordenadora do projeto Pela Floresta, pelo Planeta… por Nós!, no ambito do Programa Voluntariado nas Florestas lançado pelo IPDJ Instituto Português do Desporto e Juventude, e que tem como principal objetivo, vigiar as zonas florestais, de um posto de vigia fixo e observar e sinalizar zonas da freguesia que necessitem de limpeza por parte dos proprietários de terrenos florestais, particulares e outros, por forma a sensibilizar os intervenientes, para que hajam em conformidade.
Este projeto constitui-se como uma atividade de voluntariado, em que cada voluntário recebe uma ajuda de custo no valor 10 euros por cada dia de participação. Desta forma, a Associação EcoGerminar procura voluntários para esta atividade até ao próximo dia 14 de julho. Se tens mais de 18 anos e queres realizar esta atividade podes inscrever-te diretamente no Portal do IPDJ através do link  ou entrares em contacto connosco através do mail: ecogerminar@gmail.com
Participa nesta iniciativa e vamos todos contribuir para a prevenção dos incêndios.

Debate “O Futuro da Europa” – 25 de Junho

Cartaz Debate Futuro Europa

Debate “O Futuro da Europa”

A Covilhã vai acolher, no dia 25 de Junho, pelas 17h00, na sala Idearia da CooLabora, um dos 5 debates a realizar no país, sobre “O Futuro da Europa”. A CooLabora, a EcoGerminar, a Câmara Municipal da Covilhã e os Guardiões da Serra da Estrela integram a parceria que aceitou o desafio lançado pela Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local e a Associação Zero – Sistema Terrestre Sustentável de envolver pessoas e agentes locais numa reflexão que permita explorar caminhos e estratégias que promovam, de forma muito clara o desenvolvimento local sustentável.

Este compromisso Europeu surge no âmbito do FASE – Fórum Ambiental, Social e Económico, que se propõe contribuir para o desenvolvimento local sustentável, através do movimento cidadão e de organizações sociais que pretendam coletivamente debater e trabalhar na construção de propostas de mudança que promovam a preservação da nossa casa comum, a equidade económica e a justiça social.

Assim, o debate terá como mote o documentário “Amanhã” – um filme que apresenta propostas validadas e positivas, bem como, a partilha de experiências de boas-práticas existentes na beira interior, e de “outras economias” que começam a emergir numa tentativa de mudar o local como a melhor forma de combater a crise sistémica em que vivemos e alcançarmos um mundo melhor.

Contamos com a tua presença!

%d bloggers like this: